fbpx
PUBLICIDADE

Kataguiri relembra episódio do governo Lula após ex-presidente se solidarizar com Felipe Neto

Petista havia escrito no Twitter, em solidariedade ao youtuber que foi intimado pela polícia por crime contra a segurança nacional, que o "silenciamento é uma das armas do fascismo" e Kataguiri relembrou caso de jornalista americano
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
PUBLICIDADE

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM/SP) reclamou nas redes sociais de uma publicação em que o ex-presidente Lula, nesta terça-feira (16), manifestou solidariedade ao youtuber Felipe Neto. Como noticiado pelo Boletim da Liberdade, o influenciador foi intimado pela polícia por crime contra segurança nacional após, supostamente, atribuir o termo “genocida” ao presidente.

PUBLICIDADE

Em seu posicionamento, o petista havia desejado “que a tentativa de intimidação e censura desse desgoverno não impeça [Neto] de continuar se manifestando livremente, como é próprio da democracia, independente de sua posição”. [1]

“O silenciamento é uma das armas do fascismo”, escreveu Lula, que teve suas condenações na Lava Jato anuladas na última semana e, desde então, tornou-se um dos favoritos para as eleições presidenciais de 2022.

PUBLICIDADE

Leia também:  Bolsonaro toma decisão sobre projeto de moderação das redes sociais

O deputado do MBL, por sua vez, considerou a colocação do petista como hipócrita e relembrou um polêmico episódio de seu primeiro mandato envolvendo o jornalista americano Larry Rother, que era correspondente no Brasil do jornal The New York Times.

“Lula esqueceu que ele pediu a expulsão de um jornalista americano do Brasil por ter escrito um artigo sobre o ‘apreço’ dele por cachaça. Mas nós não esquecemos. O Planalto chegou a cancelar o visto [de] Larry Rother, que foi impedido pelo STJ. Lula é muito hipócrita”, criticou o parlamentar. [2]

Na matéria, Rother havia mencionado o gosto do então presidente Lula por “um copo de cerveja, uma dose de uísque ou, melhor ainda, um copinho de cachaça” e, ao fim, provocou que “alguns de seus conterrâneos começam a se perguntar se sua preferência por bebidas fortes não está afetando sua performance no cargo”. [3][4]

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama