fbpx
PUBLICIDADE


Flávio Bolsonaro critica movimento para cassar irmão e é ironizado ao citar AI-6

Senador Flávio Bolsonaro criticou a intenção de “cassar o mandato de um parlamentar por falar” e comparou a medida como um novo AI-6, mas internautas relembraram que medida já existiu em 1969

- Publicado no dia
Flávio Bolsonaro (Foto: Reprodução / O Dia)

O senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) criticou nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (1) os movimentos políticos que sugerem a cassação do mandato de um parlamentar “por falar”. Segundo ele, esse tipo de medida seria um AI-6, em referência à fala do irmão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), sobre um novo AI-5 no país, que acabou desculpando-se depois da declaração.[1]

A fala do senador, no entanto, foi ironizada pelos internautas. É que já houve um Ato Institucional nº 6, editado em 1969, que reduziu a quantidade de cadeiras no Supremo Tribunal Federal (STF) e aposentou compulsoriamente alguns ministros da mais alta corte.

Foto: Reprodução/Twitter

“Além de autoritários, ainda são ignorantes. O AI-6 já exitiu”, comentou o perfil “Tesoureiros”, no Twitter, em resposta ao parlamentar. Mais de 1.000 pessoas curtiram a publicação na rede social. Na manhã desta sexta-feira (1), o termo AI-6 era um dos mais comentados da plataforma. [2]

Como se sabe, os AI’s, ou “atos institucionais”, foram decretos em voga no regime militar de 1964 que instituíam regras que mudavam as instituições do país e se posicionavam, inclusive, acima da Constituição Federal. Especialistas apontam que as medidas eram uma forma de institucionalizar e legalizar o regime autoritário que se vivia no país.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.