fbpx
PUBLICIDADE


Impacto no orçamento do acordo com grevistas daria para construir 12 mil escolas-modelo pelo país

Levantamento leva em consideração escolas com seis salas de aula e 854 m² de área construída; acordo com os caminhoneiros grevistas inclui subsídio ao óleo diesel que será pago por todos os brasileiros

- Publicado no dia
Espaço Educativo Urbano de seis salas do município de Assú, no Rio Grande do Norte (Foto: PINI)

O governo anunciou na noite deste domingo (27) mais um acordo com os movimentos que representam os caminhoneiros em greve. De acordo com o declarado pelo ministro Eduardo Guardia, da Fazenda, ao jornal Valor Econômico, o impacto do novo tratado no orçamento da União será de até R$ 13,5 bilhões. Essa quantia seria suficiente para causar impacto na educação do Brasil. [1]

Levantamento feito pelo Boletim da Liberdade dá conta de que, com esse valor, seria possível erguer cerca de 12 mil escolas-modelo pelo país. De acordo com a revista PINI, dedicada à arquitetura e construção, com base em orçamento do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, uma escola modelo-padrão com seis salas sai ao custo de R$ 1,1 milhão. [2]


PUBLICIDADE



Com os R$ 13,5 bilhões, seria possível precisamente erguer 12.272 escolas com tamanho de 854 m² de área construída. Um grande avanço em um país que ainda conta com escolas em situação precária e com parede de barro. [3]

+ Liberais criticam novas medidas de Temer para acordo com caminhoneiros

+ MST e maconheiros declaram apoio à paralisação dos caminhoneiros

+ Exército começa a intervir nos bloqueios de estradas; antes, parte dos grevistas pedia intervenção militar

+ Líder nas pesquisas, Jair Bolsonaro parabeniza caminhoneiros: ‘prossigam na missão, o patrão são vocês’

+ ‘A luta deve ser contra o governo, não contra o povo’, defende João Amoêdo

+ Sindicalista reclama que preço do combustível no Brasil varia de acordo com o mercado internacional

+ ENQUETE: Se o direito de ir e vir for impedido em estradas, o cidadão deveria ter o direito de usar uma arma para furar o bloqueio?

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.