fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro e personalidades repercutem falecimento de Olavo de Carvalho

Morte de filósofo foi anunciada pela família no início da madrugada; professor havia contraído Covid-19, mas não há confirmação da causa da morte
Felipe Martins, Olavo de Carvalho, Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo e Eduardo Bolsonaro em jantar oferecido pelo presidente a apoiadores nos Estados Unidos em 2019 (Foto: Reprodução/Twitter)
PUBLICIDADE

Logo após o comunicado divulgado pela família, o presidente Jair Bolsonaro lamentou nas redes sociais o falecimento do professor e filósofo Olavo de Carvalho na madrugada desta terça-feira (25).

PUBLICIDADE

“Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o Filósofo e Professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”, escreveu Bolsonaro. [1]

PUBLICIDADE

Notas de pesar também foram divulgados por outros nomes ligados ao conservadorismo e políticos alinhados a Bolsonaro.

Leia também:  Plano de governo de Bolsonaro fala em desestatização e digitalização

“Aqui na Terra seus livros, vídeos e ensinamentos permanecerão por muito tempo ainda”, escreveu o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP). [2]

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos/RJ) afirmou que conheceu Olavo em 2012 e “imediatamente passou a admirá-lo pelo seu vasto conhecimento, bom humor e, principalmente, por sua coragem”.

PUBLICIDADE

“Grande foi a sua influência em nossas vidas, não apenas em politica, mas também através de ensinamentos valorosos e inúmeras amizades geradas por convergência de valores. Muitas lições e até mesmo críticas (sempre com a melhor das intenções) nos ajudaram a refletir e crescer”, escreveu. [3]

A deputada federal Carla Zambelli avaliou que “o Brasil perde um de seus gigantes”, mas que Olavo “estará sempre na mente e no coração do nosso povo”. [4]

PUBLICIDADE

Leia também:  'Estado forte, povo fraco; povo forte, Estado Forte', diz Bolsonaro

O vereador de Porto Alegre Felipe Camozzato (NOVO/RS) foi um dos parlamentares liberais que se manifestaram. Destacou que Olavo gerava reações diferentes em públicos distintos, mas a “única que não combinava […] era ‘indiferença'”.

“Não à toa, influenciou de apoiadores a opositores na política e na direita brasileira”, escreveu. [5]

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?