fbpx
PUBLICIDADE

NOVO critica postura de deputado estadual no RJ: ‘indecorosa’

Alexandre Freitas havia respondido com palavrão a um dirigente partidário que tinha, segundo ele, 'respondido de forma debochada' em uma de suas publicações
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O Partido Novo publicou no fim da manhã desta terça-feira (22) uma nota em suas redes sociais anunciando que o Diretório Nacional da sigla entrará com uma representação contra o deputado estadual Alexandre Freitas (NOVO/RJ) na Comissão de Ética Partidária.

PUBLICIDADE

Nas redes sociais, Freitas havia respondido com um palavrão a um filiado e dirigente do NOVO de São Paulo que teria, supostamente, feito um comentário “de forma debochada” a uma de suas publicações.

Embora tenha reconhecido que havia, após descobrir que tratava-se de um dirigente partidário, deletado o palavrão, afirmou que se arrependeu de ter apagado o termo.

PUBLICIDADE

“Dirigente partidário que quer atuar como militante amoedista e constranger mandatários que discordam dessa candidatura não merece respeito, nem consideração. Quem quer respeito, precisa antes se dar ao respeito, logo: #teucucuzão”, escreveu.

Freitas, conhecido pelo posicionamento libertário, foi um dos primeiros a criticarem o anúncio da pré-candidatura de João Amoêdo à presidência da República, no início do mês.

Segundo o NOVO, “Alexandre Freitas já havia sido condenado anteriormente à pena de advertência pública pela Comissão de Ética Partidária” e também “responde a outro processo na mesma comissão”.

O partido afirmou ainda que a postura do parlamentar seria “indecorosa” e “o oposto do que o NOVO espera de um mandatário”.

PUBLICIDADE

“Novamente, o deputado estadual se porta de forma indigna, desrespeita a população e mancha a imagem do partido, que nasceu para ser uma instituição”, pontuou a sigla nas redes sociais.

Alexandre Freitas foi eleito em 2018 para seu primeiro mandato parlamentar fazendo dobrada com o deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ). Ele havia participado do processo de criação da sigla e, em 2016, ano da primeira eleição do partido, concorrido a vereador do Rio de Janeiro.

Entre outros destaques de seu mandato parlamentar, estão a proposta da Lei de Liberdade Econômica a nível estadual, sua participação no Tribunal Misto que condenou o ex-governador Wilson Witzel (PSC) à perda do mandato e a utilização da estética e do discurso libertário em diversas ocasiões.

PUBLICIDADE

Sucesso no Tik Tok, o parlamentar defendeu, recentemente, que “imposto é roubo” a um deputado do PSDB.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?