fbpx
PUBLICIDADE

Sem privatizações, Guedes teria tomado decisão sobre segundo mandato de Bolsonaro

Segundo jornalista Bela Megale, do jornal "O Globo", ministro consideraria "missão cumprida" entregar o "país democrático" e pretende não ser visto mais em Brasília
Paulo Guedes (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

De acordo com a jornalista Bela Megale, do jornal “O Globo”, o ministro Paulo Guedes, da Economia, já teria um “objetivo traçado” caso não consiga emplacar as reformas e as privatizações que tanto desejou.

Segundo ela, a meta do economista será apenas “entregar um país democrático” ao final da atual administração – o que, para outras pessoas, significaria pouca disposição para seguir no governo no próximo mandato, em caso de reeleição de Bolsonaro.

“O plano, então, é passar bem longe de Brasília”, diz Megale, que afirmou que o ministro consideraria sua “missão cumprida”.





Um dos temas que Bolsonaro deve enfrentar nas eleições do próximo ano é o baixo nível de privatizações e as reformas moderadas apresentadas, o que, em alguns públicos que apoiaram o presidente, representa uma decepção se comparadas com as expectativas criadas. [1]

+ Leia a entrevista feita pelo Boletim da Liberdade com Salim Mattar, ex-secretário de desestatização





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama