fbpx
PUBLICIDADE

Partido da Causa Operária critica exclusão de canais do Terça Livre

Para o PCO, o banimento dos canais representou um "grave ato de censura"; partido criticou setores da esquerda que comemoraram o gesto
Manifestação do PCO contra o governo Bolsonaro (Foto: Divulgação/PCO)
PUBLICIDADE

Os canais do Terça Livre no Youtube, excluídos pela rede social, ganharam uma defesa inusitada nesta sexta-feira (5). O Partido da Causa Operária, conhecido por se autodeclarar “revolucionário e comunista”, bem como defensor de um “Estado operário”, criticou em artigo publicado em seu site o que considera “um grave ato de censura”. [1]

PUBLICIDADE

De acordo com o PCO, o Youtube praticou “um atentado de grandes proporções à liberdade de expressão, não apenas da extrema direita, mas do conjunto da população”.

A sigla avalia ainda que esse gesto representa o “autoritarismo crescente dos monopólios de comunicação que controlam as redes sociais” e “decidem, agora de maneira aberta, o que pode e o que não pode ser dito e veiculado”, o que configuraria uma “verdadeira ditadura”.

PUBLICIDADE

Conforme este Boletim divulgou, o próprio canal Terça Livre também qualificou a exclusão de “censura”. O Youtube tomou a atitude depois de uma pressão sustentada nos últimos meses pelo grupo Sleeping Giants.

Para o PCO, a justificativa de que o banimento se deu por descumprimento de diretrizes da rede social é uma desculpa para implementar uma “perseguição política de setores da burguesia imperialista” que também atingirá a esquerda.

O PCO criticou ainda o que chama de “setor da esquerda pequeno-burguesa” por comemorar a exclusão dos canais do Terça Livre.

“A forma de combater o discurso da extrema-direita é quebrando os monopólios e democratizando o acesso e a produção de informação, ou seja, ampliando os direitos democráticos e não restringindo-os”, arrematou o editorial do partido.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama