fbpx
PUBLICIDADE


Ex-MBL, ativista e youtuber Gabriel Monteiro é expulso da polícia

Influenciador ganhou grande repercussão após vídeos ao estilo do canal “Mamãe Falei”, de Arthur do Val, viralizarem na rede a partir do fim de 2018; youtuber, contudo, deixou MBL em 2019

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/YouTube

O youtuber e ativista de direita Gabriel Monteiro foi expulso da Polícia Militar do Rio de Janeiro nesta terça-feira (4). De acordo com o comunicado no Boletim da PM, o motivo da expulsão teria sido deserção, segundo informado pelo jornal O Globo. [1]

O estopim da decisão seria o fato de Monteiro ter faltado o serviço em julho e não apresentado justificativa. A situação se enquadraria em crime de deserção, previsto no Código Penal Militar. O jornal diz ainda ter havido tentativas de localizar o militar em endereço informado à corporação, o que não teria obtido êxito.


PUBLICIDADE



A última publicação de Monteiro no Twitter, publicada na noite da quinta-feira (4), foi enigmática. “Não se esqueçam. Deus está comigo contra os corruptos. Aguardem e verão. Servir e proteger”, escreveu.

O policial também já havia respondido, no passado, inquéritos relativos a suposta “transgressão disciplinar” após confrontar um coronel da reserva que havia sido assessor de uma deputada do PSOL.

O youtuber fez sucesso nas redes após associar-se ao MBL e publicar vídeos que remetiam ao canal “Mamãe Falei”, do atual deputado estadual Arthur do Val (Patriota).

Apesar do vertiginoso crescimento, o influenciador passou a discordar das teses sustentadas pelo movimento e deixou o grupo em 2019, passando a endossar de forma mais direta as fileiras de apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas redes.

+ Gabriel Monteiro anuncia saída do MBL: nova diretriz não agradou

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.