fbpx
PUBLICIDADE

Filipe Martins perde atribuições na Presidência da República

Decreto publicado no Diário Oficial prevê que um conjunto de atribuições que antes cabiam à assessoria especial do presidente passaram para a nova Secretaria de Assuntos Estratégicos
Filipe G. Martins ao lado de Olavo de Carvalho (à direita) (Foto: Reprodução)
Filipe G. Martins ao lado de Olavo de Carvalho (à direita) (Foto: Reprodução)
PUBLICIDADE

O internacionalista conservador Filipe G. Martins, assessor especial para assuntos internacionais do presidente Jair Bolsonaro e um dos principais conselheiros da chamada “ala ideológica” que contorna o presidente, perdeu poderes no Palácio do Planalto. [1]

PUBLICIDADE

Por meio de decreto publicado no próprio Diário Oficial nesta sexta-feira (14), um conjunto de atribuições antes destinadas ao sorocabano, apelidado de “Sorocabannon” por seus adversários, foi passada para a Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos, que será comandada pelo almirante Flávio Augusto Vianna Rocha.

Dentre os assuntos que antes cabiam à Martins e agora mudaram de mãos, estão “assistir direta e imediatamente o presidente no desempenho de suas atribuições”, “assistir o presidente na preparação de material de informação e de apoio”, “preparar a correspondência do presidente com autoridades e personalidades estrangeiras”, além de “participar da preparação e da execução das viagens internacionais do presidente”.

PUBLICIDADE

Na avaliação de analistas, acrescida à nova composição ministerial, há a percepção de que o presidente Jair Bolsonaro está privilegiando a ala militar para seu segundo ano de mandato. Sempre ativo no Twitter, até a publicação desta matéria Martins não havia se manifestado sobre o decreto.

+ Bolsonaro confirma rearranjo ministerial com chegada de general Braga Netto

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama