fbpx
PUBLICIDADE


Bolsonaro apoia fim do contrato com a TV Escola e debocha de Paulo Freire

Em declaração dada após sair do Palácio da Alvorada, presidente afirmou que contrato com a TV Escola custaria R$ 350 milhões e declarou que o marxista Paulo Freire, patrono da educação, é um ‘energúmeno’

- Publicado no dia
(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro defendeu na manhã desta segunda-feira (16) a não-renovação do contrato da TV Escola com o MEC. O rompimento do acordo chegou a gerar críticas entre apoiadores mais ideológicos do governo e suscitou especulações de que o ministro da educação, Abraham Weintraub, poderia deixar o posto na próxima reforma ministerial.

Em declaração ao deixar o Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou que a TV Escola “deseduca”. “Queriam que assinasse agora um contrato de R$ 350 milhões. Quem assiste a TV Escola? Ninguém assiste. Dinheiro jogado fora”, afirmou o presidente, opinando ainda que a emissora tinha uma programação “totalmente de esquerda”. [1]


PUBLICIDADE



O presidente também aproveitou o assunto para criticar Paulo Freire, pedagogo de viés de esquerda considerado em 2012 “patrono” da educação brasileira. Para Bolsonaro, trata-se de um “energúmeno”, termo que, segundo o dicionário Michaelis, significa, entre outros sentidos, alguém “desprovido de inteligência, boçal, bronco e ignorante”. [2]

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.