fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro nega que governo se prepare para volta do imposto sindical

Nas redes sociais, presidente se manifestou no mesmo sentido do secretário de previdência, Rogério Marinho, e afastou a hipótese aventada na mídia que subentendeu volta da contribuição obrigatória
Presidente no Fórum Empresarial dos BRICS (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Presidente no Fórum Empresarial dos BRICS (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro negou na noite desta segunda-feira (9) que o governo esteja se preparando para a volta do imposto sindical. A hipótese circulou na imprensa, mas também havia sido negada pelo secretário de previdência e trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. [1]

“Não procede a notícia de que o nosso Governo se prepara para a volta do Imposto Sindical. O que existe na Câmara é a PEC 136 (de autoria de parlamentares), essa sim com o objetvo de criar, na Constituição, tal imposto”, escreveu o presidente no Twitter.

Bolsonaro referia-se, provavelmente, à PEC 196/2019, de autoria do deputado federal Marcelo Ramos (PL/AM).





Apelidada de PEC dos Sovietes por parlamentares críticos à volta do imposto sindical, a medida prevê um novo tipo de contribuição “sobre todos os beneficiados” de negociações coletivas e que incidiriam de forma automática sobre a folha de pagamento, igual à antiga contribuição obrigatória, derrubada em 2016.

Embora um novo imposto sindical não esteja nos planos, o governo teria criado um grupo de trabalho para propor uma reforma sindical no futuro, informa a Infomoney. [2]

Foto: Reprodução/Twitter

+ Parlamentares criticam projeto que pode recriar imposto sindical





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama