fbpx
PUBLICIDADE

‘Levy não vem sendo leal àquilo que foi combinado’, diz Bolsonaro a jornalistas

Presidente desabafou contra o atual presidente do BNDES e ex-ministro da Fazenda de Dilma Rousseff após o executivo nomear como diretor do banco público um homem que foi ligado ao governo petista
Joaquim Levy (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Joaquim Levy (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro teceu uma dura crítica ao presidente do BNDES, Joaquim Levy, no início da tarde deste sábado (15) em entrevista a jornalistas. [1]

PUBLICIDADE

Segundo Bolsonaro, “Levy já vem há algum tempo não sendo leal àquilo que foi combinado”. “Nem àquilo que ele conhece a meu respeito. Ele está com a cabeça a prêmio já há algum tempo”, afirmou.

Bolsonaro deseja que o presidente do BNDES demita o novo diretor de mercado do banco e que, segunda o jornal Folha de S. Paulo, já havia trabalhado na gestão petista: Marcos Barbosa Pinto. E garantiu que ameaçou o próprio Levy de demissão caso Pinto não seja demitido na segunda-feira.

PUBLICIDADE

“Eu já estou por aqui com o Levy. Falei pra ele: demita esse cara [Marcos Barbosa Pinto] na segunda-feira ou eu demito você, sem passar pelo Paulo Guedes”, afirmou Bolsonaro.

De acordo com o informado pelo jornal O Globo, contudo, esse não é o primeiro estresse que Levy passa pelo governo. [2]

Além de o presidente não ter ficado satisfeito com a “abertura da caixa-preta” promovida por Levy, o ministro Paulo Guedes também estaria incomodado com o fato de ter encontrado resistência no executivo na devolução de valores do banco ao Tesouro. Para substituí-lo, estaria cotado, inclusive, o nome de Salim Mattar, conhecido por ter sido um mecenas do movimento liberal e ser o atual secretário de privatizações de Guedes.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama