PUBLICIDADE


João Amoêdo e bancada federal do Partido Novo se manifestam sobre liminar

Ex-candidato à presidência da República sugeriu que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, seja pressionado para revogar a liminar do ministro Marco Aurélio Mello

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Divulgação)

João Amoêdo, ex-candidato à presidência da República pelo Partido Novo, e a bancada de deputados federais eleitos pela legenda se manifestaram na tarde desta quarta-feira (19) sobre a polêmica decisão do ministro Marco Aurélio Mello que liberou a soltura de presos em segunda instância. [1][2]

Nas redes sociais, Amoêdo afirmou que “criminosos, como Lula, não podem ser colocados em liberdade por uma decisão monocrática, tomada no último dia do Judiciário, para que não possa ir a plenário”.

“Vamos nos mobilizar para reverter. O Brasil não pode andar para trás na luta pelo fim da impunidade”, afirmou Amoêdo. Mais tarde, sugeriu aos seguidores que o Ministro Dias Toffoli fosse pressionado para cassar a liminar de Mello. [3]


PUBLICIDADE



Já a bancada de deputados federais eleitos, em nota compartilhada pelo futuro líder da bancada, o deputado federal eleito Marcel van Hattem (NOVO/RS), reforçou que também fará o possível para reverter a liminar, que chamou de “absurda”.

“Não há espaço para retrocessos e insegurança jurídica. Quem cometeu crimes e foi condenado precisa enfrentar o rigor da lei e cumprir a pena imposta. A lei deve ser igual para todos”, diz o texto divulgado pela bancada.

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.