PUBLICIDADE


Jair Bolsonaro participa ao vivo do Teleton com Silvio Santos

O presidente disse ser fã do apresentador, que afirmou que deseja que Bolsonaro governe por oito anos e seja sucedido pelo juiz Sérgio Moro

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / F5)

Depois de divulgar vinhetas que reproduziam o slogan “Brasil: ame-o ou deixe-o” do governo Médici, o SBT teve, neste sábado (10), a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro em sua programação. Na verdade, o presidente se manifestou através de ligação telefônica para o apresentador Silvio Santos, dono da emissora.

O programa era a edição anual do Teleton, que arrecada doações para a Associação de Assistência à Criação Deficiente (AACD). Silvio Santos fez questão de ressaltar que era a primeira vez em que um presidente da República ligava para o programa em vinte anos de apresentação.

Bolsonaro agradeceu por ser atendido, disse que é fã de Silvio Santos e que o trabalho do Teleton e da AACD é fantástico. O apresentador disse que gostaria de ver o presidente por oito anos no governo e que Sérgio Moro depois assumisse o cargo para outros oito anos.

O presidente eleito também fez uma doação para a AACD, mas Silvio Santos não autorizou a divulgação do valor. Confira:


PUBLICIDADE


★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.