fbpx

Iniciativa privada poderá gerir 33 escolas públicas de SP com PPP

O governo espera aproveitar a eficiência e expertise da iniciativa privada para melhorar a infraestrutura educacional
PPP
Foto: Reprodução/Gov de São Paulo

Compartilhe

O governador de São Paulo (SP), Tarcísio Freitas, lançou um projeto inovador para a construção de 33 novas escolas estaduais por meio de parceria público-privada (PPP). O movimento acontecerá em 29 cidades e promete expandir o ensino integral, abrindo 35,1 mil novas vagas. Com isso, o governo espera aproveitar a eficiência e expertise da iniciativa privada para melhorar a infraestrutura educacional.

De acordo com o governo de SP, a gestão privada traz inúmeras vantagens, como eficiência na construção e manutenção. Além disso, garante mais flexibilidade na implementação de novos projetos. As empresas vencedoras dos leilões serão responsáveis pela construção, fornecimento de mobiliário, materiais de papelaria, equipamentos, limpeza, manipulação de alimentos e segurança das unidades. Essa abordagem permite que a administração pública concentre seus esforços na qualidade do ensino e no desenvolvimento pedagógico.

Vinícius Neiva, secretário-executivo da Educação, ressalta a importância da arquitetura inovadora das novas escolas: “Essas construções estão conceituadas em uma arquitetura que incentiva a aprendizagem. Nessas escolas, teremos mais do que um quadro negro no meio de uma sala. São espaços com a disposição de um mobiliário diferente, que estimula a participação e o protagonismo do estudante.”

Leia também:  Hayek College abre processo seletivo para dupla graduação em Brasília e nos Estados Unidos

Ambientes Modernos e Inclusivos

Nesse sentido, as novas escolas terão cabines de estudo individuais, salas exclusivas para grêmios estudantis e Salas de Leitura com vasto acervo literário. Os ambientes coletivos contarão com anfiteatros, pátios cobertos e descobertos, refeitórios, bem como quadras poliesportivas cobertas. Alguns terrenos também terão pistas de atletismo, oferecendo mais opções para a prática de esportes.

Laboratórios de Inovação: Catalisadores de Talentos

Um dos destaques das novas escolas será a implementação de laboratórios e espaços de inovação, adaptados às necessidades locais e às vocações específicas de cada unidade. Ana Elisa Brechane da Silva, estudante da Escola Estadual Professora Maria das Dores Ferreira da Rocha, exemplifica o impacto positivo desses recursos. “Na minha escola tem um laboratório Steam, da área de ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática. Esse laboratório foi muito importante para o desenvolvimento do meu projeto ConnectBrethe,” relatou a jovem cientista.

Leia também:  A politicagem e as greves nas universidades públicas brasileiras

Do mesmo modo, a PPP prevê a criação de laboratórios especializados que facilitarão a combinação de teoria e prática, crucial para o desenvolvimento de projetos inovadores. “Nosso laboratório facilita bastante para a construção dos foguetes pelos alunos,” afirmou Josefa Aparecida da Silva, professora de física, destacando a importância dos recursos fornecidos pela gestão privada.

Investimento e Compromisso

O investimento total previsto para a PPP Novas Escolas é de R$ 2,1 bilhões. O contrato, com duração de 25 anos, estipula que metade das escolas será construída nos primeiros dois anos e o restante até o terceiro ano. Os leilões, autorizados pelo governador Tarcísio de Freitas, serão realizados no segundo semestre deste ano.

Esta iniciativa faz parte de uma série de 13 leilões planejados pelo Governo de São Paulo até o final de 2024, totalizando mais de R$ 270 bilhões em investimentos. A parceria público-privada promete criar um ambiente educacional moderno e eficiente, garantindo que os alunos tenham acesso a instalações de alta qualidade e recursos de ponta.

Leia também:  Hayek College abre processo seletivo para dupla graduação em Brasília e nos Estados Unidos

O projeto de construção das 33 novas escolas estaduais através de PPPs demonstra um compromisso com a inovação e a melhoria da educação pública. Ao unir forças com a iniciativa privada, o Governo de São Paulo busca não apenas expandir o acesso à educação, mas também garantir que os alunos tenham o melhor ambiente possível para aprender e crescer.

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?