fbpx
PUBLICIDADE

Paulo Guedes aposta em privatização de Correios e Eletrobrás neste ano

O ministro da Economia também enunciou uma lista de outros alvos em que afirma que o governo está trabalhando para privatizar ainda em 2022
Paulo Guedes (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O ministro da Economia Paulo Guedes voltou a fazer previsões sobre privatizações de empresas estatais nesta sexta-feira (18). Ele afirmou, durante o Seminário Economia Brasil em Fortaleza, que a privatização dos Correios e da Eletrobrás deve acontecer ainda este ano. [1]

PUBLICIDADE

O seminário reuniu empresários em um hotel da capital cearense. O ministro aproveitou a oportunidade para comentar que o processo de privatização da empresa do setor elétrico será orientado pela transformação da estatal em uma grande corporação.

“Vamos fazer uma capitalização da Eletrobrás, ela será transformada em uma grande corporação e, ao mesmo tempo, ela desbloqueia o investimento para todo o setor privado do mundo, vem eólica, vem solar, vem energia limpa, novas hidrelétricas. Inclusive porque nós vamos reconstruir a capacidade de investimento do setor público. Vamos criar o fundo de reconstrução nacional em cima dessa transformação do estado”, afirmou.

PUBLICIDADE

Leia também:  Ministro da Economia defende taxar super-ricos e desonerar empresas

Paulo Guedes pontuou ainda que o governo federal pretende concluir a privatização dos terminais portuários de Santos, em São Paulo, e de Vitória, além dos aeroportos Santos Dumont e Galeão, no Rio de Janeiro, e Congonhas, em São Paulo, ainda em 2022.

“Nesse ano, nosso projeto: Eletrobrás, Correios, porto de Santos, o maior porto da América do Sul, porto de Vitória, aeroporto Santos Dumont, aeroporto de Congonhas, em São Paulo e aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro. Isso tudo nós estamos trabalhando”, sintetizou.

O ministro enfatizou que o processo de privatização das empresas e recursos da União está vinculado aos esforços para reconstruir a capacidade de investimentos do setor público. O projeto de lei que abre caminho à privatização dos Correios está travado na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e o processo da Eletrobrás está sendo analisado pelo Tribunal de Contas da União. [2]

PUBLICIDADE

Leia também:  Ministro da Economia defende taxar super-ricos e desonerar empresas
Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?