fbpx

Ciro fala em reestatizar parte da Petrobras e recebe resposta de d’Avila

Pré-candidato do NOVO afirmou que o pedetista não tem visão de longo prazo e avaliou que a petrolífera atua em uma "tecnologia em extinção e que vai perder valor"

Pré-candidato à presidência da República pelo Partido Novo, Felipe d’Avila criticou nesta terça-feira (1º) a intenção do pré-candidato pelo PDT, Ciro Gomes, de ampliar a participação da União no capital social da Petrobras. [1]

“O objetivo é ter a estatal na mão e controlar os preços dos combustíveis. Aí não, né Ciro Gomes? Lembra quando a Dilma fez controle de preços na energia? Os preços subiram, a produção caiu e sentimos os efeitos até hoje”, disse d’Avila.

A fala de Ciro foi, originalmente, publicada em entrevista ao jornal “O Globo” no último domingo (30), quando prometeu “reestatizar a Petrobras” para que a União tenha 60% do capital da companhia.

“Eu vou é reestatizar a Petrobras. Como a minha política de preços vai causar um abalo no valor das ações, vou anunciar como fato relevante, junto com o edital, que o governo brasileiro vai comprar ações para ter 60% do capital da companhia”, disse o pedetista na ocasião.

Leia também:  Grávida, Marina Helena sofre ataques da esquerda após colocar bebê para ouvir discurso de Milei

Atualmente, a União (que controla a companhia) tem 36,75% do capital da petrolífera, mas 50,50% das ações ordinárias (que dão direito a voto). [2]

Na avaliação de d’Avila, “Ciro está na contramão da história” e “quer reestatizar uma empresa que produz energia fóssil, uma tecnologia em extinção e que vai perder valor”.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?