fbpx
PUBLICIDADE

Cotado para disputar a presidência pelo NOVO surpreende com fala sobre passaporte 

Mesmo estando em um partido liberal, cientista político sustenta que medida que restringe direitos individuais não representa violência
Foto: Reprodução/YouTube
PUBLICIDADE

Luiz Felipe D’Avila, recém-filiado do Partido Novo e cotado para disputar a presidência pela sigla, sugeriu em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo” nesta sexta-feira (8) que defende o passaporte sanitário. [1]

PUBLICIDADE

A medida, que divide liberais no Brasil, sendo, contudo, criticada por conservadores aqui e nos Estados Unidos, permite com que o acesso a determinados ambientes seja proibido a não-vacinados.

“É uma decisão de cada governo. Acabei de voltar da Europa, lá todo mundo tem passaporte sanitário, senão não entra num restaurante. Se você é contra, janta em casa. Não acho que é uma violência o passaporte sanitário, é uma escolha”, explicou.

PUBLICIDADE

Na avaliação dele, ainda, a discriminação contra não-vacinados é uma “escolha do estabelecimento”.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?