fbpx
PUBLICIDADE

Câmara aprova texto-base de projeto que tributa dividendos de PJ

Texto aprovado na Casa, contudo, foi consideravelmente mais ameno do que aquele apresentado pelo Poder Executivo
Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
PUBLICIDADE

Por 398 a 77, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (2) o projeto de lei que altera um conjunto de pontos relativos ao sistema tributário. [1][2]

PUBLICIDADE

O principal deles é a previsão de tributação de dividendos sobre pessoas jurídicas, que até então eram isentas. A Câmara definiu para 15%.

O projeto, de iniciativa do Poder Executivo, contudo, é bem mais ameno do que o proposto inicialmente pelo Ministério da Economia.

PUBLICIDADE

Empresas no Simples Nacional, bem como dividendos advindos de ações e fundos de investimento ficarão fora da tributação. Pequenas empresas com faturamento máximo de R$ 4,8 milhões também ficarão isentas.

As demais empresas, por sua vez, serão recompensadas com a redução percentual de outros impostos que já incidem sobre o lucro, tais como o IRPJ.

Na avaliação de Arthur Lira (PP/AL), presidente da Câmara, o texto foi “construído com muito debate entre governo e oposição”.

Desde o início, quando apresentado, o projeto suscitou polêmicas no empresariado. Na avaliação de alguns grupos, na prática a medida penalizaria o empreendedor e supertributaria as empresas.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama