fbpx
PUBLICIDADE

Ex-deputado Jean Wyllys critica posições de Eduardo Leite após governador assumir-se gay

Tucano apoiou Jair Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018 e Wyllys, do PT, relembrou atos do então deputado e questionou por que Leite não teria saído em defesa do movimento LGBTQ à ocasião
O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, fala à imprensa durante a 5ª Reunião do Fórum de Governadores (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O governador Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul, assumiu-se publicamente homossexual em uma entrevista concedida ao “Conversa com Bial”, da TV Globo, que foi ao ar na madrugada desta sexta-feira (2). O político, porém, foi alvo de críticas do ex-deputado federal Jean Wyllys, atualmente no PT.

PUBLICIDADE

Wyllys escreveu nas redes sociais que é “ridículo ver héteros querendo impor a nós, LGBTQs assumidos e na luta desde sempre, que louvemos sem crítica o ‘outing’ de um governador de direita que até ontem era jagunço de um racista homofóbico que se revelou genocida”. [1]

Depois, complementou que “fica fácil ‘assumir-se’ gay e catalisar a solidariedade acrítica dos cúmplices e ingênuos” quando o movimento “LGBTQ” virou um “nicho de mercado rentável”.

PUBLICIDADE

“Coragem grande teria o ‘governador gay’ se tivesse se assumido e se colocado ao lado de LGBTQ no momento em que seu aliado Bolsonaro disseminava mentiras como ‘kit gay’ e ‘mamadeira de piroca’ que objetivam nos associar à pedofilia. Naquele momento, o governador era cúmplice”, escreveu. [2]

Embora tucano e hoje crítico a Jair Bolsonaro, Eduardo Leite apoiou a candidatura do capitão da reserva no segundo turno das eleições de 2018. Na ocasião, Bolsonaro disputava contra o PT, representado por Fernando Haddad, e recebeu o endosso de nomes de centro-direita.

Para Wyllys, “enquanto o gay recém-saído do armário não expressar por atos e novas palavras que se arrepende de ter apoiado alegre e explicitamente um homofóbico racista que se revelou genocida, sua saída do armário não será, para mim, fonte de alegria acrítica”. [3]

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama