fbpx
PUBLICIDADE

Vereadora do NOVO faz processo seletivo com critério racial e gera polêmica

Cris Monteiro foi eleita pelo Partido Novo em 2020 para seu primeiro mandato em São Paulo e obteve 18.082 votos, ficando em segundo lugar na nominata, apenas atrás da vereadora reeleita Janaina Lima
Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

A vereadora Cris Monteiro (NOVO/SP), eleita em 2020 para seu primeiro mandato como vereadora de São Paulo, lançou na última sexta-feira (5) um processo seletivo para escolher um “estagiário negro” que esteja cursando Economia. [1]

“A diversidade é uma questão importante nos dias de hoje e por isso faço questão em ampliar a diversidade de minha equipe”, justificou a parlamentar nas redes sociais.

A iniciativa, contudo, gerou polêmica pelo critério racial. Alguns internautas parabenizaram a escolha, destacando a sensibilidade de Monteiro em entender os privilégios e o valor da diversidade, enquanto houve quem defendesse que cotas raciais não fariam parte dos valores do NOVO.





Assim como outros parlamentares do próprio partido, Monteiro decidiu preencher parte das vagas à disposição para auxiliar seu mandato parlamentar via processo seletivo. Ao todo, a equipe possui 8 assessores e 3 estagiários.

Em sua prestação de contas, Monteiro afirma ter renunciado “metade da verba auxílio para gastos de gabinete”, o que, no calculo da parlamentar, deve gerar R$ 1,4 milhão por ano de economia de dinheiro público.


EDITADO em 09/02 às 15h55: Inicialmente, havíamos informado que a vereadora tinha 11 assessores. A assessoria da parlamentar entrou em contato com o Boletim da Liberdade informando que tratam-se, na realidade, de 8 assessores, sendo a equipe de apoio, isto é, de estagiários, composta por 3 integrantes, devendo ser contada em separado. Edição feita. 





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama