fbpx
PUBLICIDADE

Liberais criticam vídeo do Porta dos Fundos com alusão a candidata do NOVO

Personagem se diz a vereadora mais votada de Curitiba pelo NOVO e que teria obtido a eleição por meio da divulgação de nudes e a participação em orgias; partido, de fato, elegeu a parlamentar mais votada da cidade
Yolanda, personagem do Porta dos Fundos que gerou polêmica (Foto: Reprodução/YouTube)
Yolanda, personagem do Porta dos Fundos que gerou polêmica (Foto: Reprodução/YouTube)

Um esquete humorístico do grupo Porta dos Fundos publicado no último domingo (22) gerou críticas e mobilização entre liberais. No vídeo, de pouco mais de 2 minutos,  é interpretada uma hipotética vereadora do Partido Novo que teria sido a mais votada em Curitiba.

Apesar do nome fictício adotado, muitos apoiadores associaram o deboche à Indiara Barbosa, que também é filiada ao NOVO e foi a mais votada da capital paranaense. No esquete, a personagem obtém sua popularidade por meio da divulgação de nudes e participação em orgias.

“Apesar de ter sido a vereadora mais votada de Curitiba, pelo Partido Novo, certamente essa personagem não sou eu. É uma pena que o Porta dos Fundos associe o sucesso de uma mulher a alguma conotação sexual. Temos muito trabalho para mudar essa cultura retrógrada”, reclamou Indiara nas redes sociais. [1]





O partido também manifestou repúdio ao vídeo, classificando-o como uma “falta de respeito não só com nossa vereadora eleita, Indiara, mas com todas as mulheres que tiveram a coragem de se candidatar a um cargo público, independentemente do partido”. [2]

Pelas redes sociais, a associação liberal Livres criticou a insinuação sexual da esquete. “A liberdade de expressão revela os preconceitos que ainda precisamos enfrentar e vencer. Lamentável o machismo do Porta dos Fundos”, diz. [3]





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama