fbpx
PUBLICIDADE


NOVO endossa abaixo-assinado para Senado rejeitar Kassio ao STF

Nas redes sociais, a sigla afirmou que “a nomeação de Kassio Nunes vai contra os interesses de todos os brasileiros que querem viver em um Brasil com menos corrupção, impunidade e privilégios”

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Change.org

Formalmente indicado ao Supremo Tribunal Federal pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (2), o desembargador Kassio Marques precisará, agora, ser aprovado pelo Senado Federal. No que depender do Partido Novo, contudo, a indicação não prosperará no Congresso.

Mesmo sem representação no Senado, a sigla está apoiando um abaixo-assinado na plataforma change.org para “pressionar” a Casa a “rejeitar a nomeação de Kassio ao STF”. A página foi criada pelo deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS), que também tem se mostrado crítico ao nome. [1]


PUBLICIDADE



“Para muitos brasileiros que, desde 2013, saíram às ruas do país pedindo por uma postura diferente de nossas autoridades – o que inclui o STF – o ano de 2020 era muito esperado: seria o ano em que o presidente da República teria a oportunidade de indicar um novo Ministro para ocupar uma cadeira no STF”, introduz o texto, que na sequência pontua que a “a indicação não se coaduna com o que espera ansiosamente a sociedade, o que ensejou a criação desse abaixo-assinado a ser entregue individualmente a cada Senador da República”.

No abaixo-assinado, é pontuado que Kassio Nunes Marques teria obtido “bênção do Centrão, do Presidente nacional da OAB, e dos Ministros do STF Gilmar Mendes e de Dias Tóffoli e do presidente do Senado da República, Davi Alcolumbre” e ainda desenhado um suposto vínculo com o governador Wellington Dias, do PT, ex-senador, com o escolhido por Bolsonaro.

Nas redes sociais, o NOVO afirmou que “a nomeação de Kassio Nunes vai contra os interesses de todos os brasileiros que querem viver em um Brasil com menos corrupção, impunidade e privilégios”. [2]

Foto: Reprodução/Twitter

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.