fbpx
PUBLICIDADE


Paulo Uebel diz que sua saída pode ter sido útil à reforma administrativa

O ex-secretário de Desburocratização afirmou que a reforma proposta pelo governo pode ter tido sua apresentação antecipada graças ao gesto

- Publicado no dia
Ex-secretário de desburocratização do Ministério da Economia, Paulo Uebel (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As saídas de nomes como Paulo Uebel, ex-secretário de Desburocratização, e Salim Mattar, ex-secretário de Desestatização, do governo de Jair Bolsonaro foram lamentadas por muitos liberais. No entanto, neste sábado (12), em entrevista à Folha, Uebel ofereceu uma perspectiva positiva sobre a própria saída. [1]

De acordo com a avaliação de Uebel, a saída pode ter contribuído para estimular uma aceleração do debate sobre o assunto e a apresentação da proposta do governo ao Parlamento. “Eu acho que a minha saída contribuiu para o debate. Trouxe luz para o tema e mostrou um alto apoio popular, e também da imprensa, sobre a importância da reforma administrativa”, ponderou.


PUBLICIDADE



Ainda segundo a leitura de Uebel, a sequência dos acontecimentos pode ter favorecido dentro do governo a corrente que sustentava o envio mais rápido da proposta. “Eu acho que isso deu conforto para o governo de enviar a reforma administrativa neste momento. Tinha muitas pessoas, inclusive dentro do governo, que diziam que o presidente só deveria enviar no ano que vem, depois das eleições municipais, depois das eleições das duas casas do Parlamento. Então, na minha opinião, contribuiu para antecipar.”

A reforma administrativa proposta pelo governo abrange todos os funcionários públicos que ingressarem ao serviço após sua eventual promulgação. As exceções são parlamentares, juízes, desembargadores, ministros de tribunais superiores, promotores, procuradores e militares.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.