fbpx
PUBLICIDADE


Em 10 anos, Brasil tem aumento expressivo em cidadãos com armas

Dados extraídos, via Lei de Acesso à Informação, pelo jornal ‘O Globo’ indica crescimento expressivo do número de armamentos disponíveis regularmente a pessoas físicas; porte também aumentou, mas em proporção menor

- Publicado no dia
(Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil)

Um levantamento feito pelo jornal O Globo com base em dados da Polícia Federal e publicado nesta segunda-feira (20) indica um crescimento de mais de 600% na “quantidade de novos armamentos em poder de cidadãos comuns”.

De acordo com o divulgado pela publicação, o crescimento foi nacional, com queda apenas no estado do Amazonas. No ano de 2009, 8,6 mil novas armas foram registradas na PF, enquanto que em 2019 – primeiro ano do governo Jair Bolsonaro -, o total de novos armamentos autorizados foi de 60,9 mil.


PUBLICIDADE



Outros dados trazidos pelo jornal indicam que o Acre é o estado brasileiro com mais armas por número de habitantes, enquanto que Santa Catarina e Rio Grande do Sul encabeçam a lista das unidades federativas com mais armas em números absolutos.

No total, estariam registradas legalmente no “sistema da PF” 1,1 milhão de armas de fogo. Desse montante, 550 mil estariam classificados como pertencendo a cidadãos comuns e 341 mil de órgãos públicos civis como a própria Polícia Federal e as polícias civis estaduais. O arsenal disponível para as Forças Armadas e para as polícias militares estariam em outro banco.

O jornal O Globo trouxe ainda outra informação interessante: a quantidade de autorizações para o porte de armas no país – isto é, a quantidade de pessoas que receberam a chancela para carregar o armamento fora de casa ou do escritório. Nesse campo, também houve um crescimento, mas a proporção ainda é consideravelmente mais baixa do que a posse.

Em 2009, apenas 898 novas autorizações de porte foram concedidas. Em 2019, foram 2.945.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.