fbpx
PUBLICIDADE

‘Artigo 142 é de redação minha’ e não tem ‘nada a ver’ com intervenção, diz FHC

O ex-presidente ressaltou seu desejo de que os militares "reafirmem sua crença na democracia" e disse que tese de intervenção militar não está contemplada no artigo
FHC (Foto: Reprodução/YouTube)
FHC (Foto: Reprodução/YouTube)
PUBLICIDADE

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso decidiu comentar a polêmica sobre o artigo 142 da Constituição Federal, aventado por algumas vozes, inclusive o jurista Ives Gandra Martins, como uma consagração das Forças Armadas como Poder Moderador. Ele fez uma publicação em seu Twitter neste sábado (13) sobre esse assunto.

PUBLICIDADE

O ex-presidente pontuou ser um dos autores do artigo. “O art 142 da Constituição é de redação minha e do senador [José] Richa. Qualquer dos 3 poderes pode requerer as FFAA na defesa da Constituição e da ordem. Nada a ver com tutela, moderação ou intervenção militar. Os 3 poderes são independentes e harmônicos, regulados pela Constituição. E só”.

PUBLICIDADE

Já no último dia 1º, Fernando Henrique havia comentado que esperava que o vice-presidente Hamilton Mourão estivesse certo e as Forças Armadas “estejam zelando pelo povo e a Constituição”. Ele acrescentou que sabe que “soldado não deve falar”, mas deseja que agora os militares “reafirmem sua crença na democracia. Somos todos brasileiros, com e sem farda”.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama