fbpx
PUBLICIDADE

STF determina que Weintraub preste esclarecimentos à PF após declaração

Decisão do ministro Alexandre de Moraes é fruto do inquérito que investiga "notícias fraudulentas (fake news), falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas, ameaças e demais infrações"
Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou que a Polícia Federal ouça esclarecimentos do ministro da Educação, Abraham Weintraub, após tornarem-se públicas falas dele na reunião ministerial divulgada na última sexta-feira (22). Na ocasião, restrita ao presidente, ministros e presidentes de estatais importantes, Weintraub disse que, por ele, “botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

PUBLICIDADE

“A manifestação do Ministro da Educação revela-se gravíssima, pois, não só atinge a honorabilidade e constituiu ameaça ilegal à segurança dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, como também reveste-se de claro intuito de lesar a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado de Direito”, diz a decisão, divulgada pelo G1. [1]

Moraes decidiu, por fim, que a PF deve ouvir Weintraub em até cinco dias e pediu que a Procuradoria-Geral da República seja notificada da decisão para, “se entender necessário”, acompanhar o encontro.

PUBLICIDADE

Contexto

O inquérito tocado pelo Supremo Tribunal Federal  tem como objetivo investigar “notícias fraudulentas (fake news), falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas, ameaças e demais infrações revestidas de animus caluniandi, diffamandi ou injuriandi, que atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros e familiares”

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama