fbpx
PUBLICIDADE


‘Vagina não transforma mulher em ser humano’, critica José de Abreu

Em entrevista concedida à jornalista Mônica Bérgamo, ator global apoiador do PT criticou os “fascistas” – que, segundo ele, não devem ser considerados humanos – e disse estar indignado com Regina Duarte

- Publicado no dia
José de Abreu (Foto: Divulgação / Rede Globo)

O ator José de Abreu está no centro de mais uma polêmica. Em entrevista publicada nesta terça-feira (4) no jornal Folha de S. Paulo, o artista – historicamente ligado ao PT – falou, entre outras declarações, que “vagina não transforma uma mulher em um ser humano”. [1]

A declaração dada à jornalista Mônica Bérgamo veio após contundentes críticas ao que chama de fascistas. Segundo ele, “fascista não tem sexo”. Admitindo ser radical, falou que “não vai parar”. “Estou num caminho sem volta”, admitiu.


PUBLICIDADE



“Quem apoia miliciando, homofóbico, torturador, pra mim nem humano é”, disse, citando na sequência o sobrenome de Ustra – uma referência ao presidente Jair Bolsonaro que, enquanto deputado, dedicou seu voto pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff ao militar, acusado de tortura.

Sobre Regina Duarte, anunciada como nova Secretária de Cultura do governo (ela ainda não tomou posse), Abreu afirmou que está “indignado”.

“Não dá para respeitar quem apoia o Bolsonaro. Eu não tenho o menor respeito. Para mim, não interessa se é homem ou é mulher. Não pode”, disse, complementando que “não há como considerar o fascista como um ser humano”.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.