fbpx
PUBLICIDADE


Partido Novo divulga resumo do primeiro ano de gestão no governo de Minas

Legenda, pela primeira vez no governo de um estado, se orgulha de números considerados muito positivos e ressalta legado negativo das gestões anteriores

- Publicado no dia
Romeu Zema (Foto: Blog do Cleber Paes Almeida)

A primeira experiência do Partido Novo no comando do poder Executivo, o governo de Minas Gerais, capitaneado pelo empresário Romeu Zema, está encerrando, assim como o governo federal de Jair Bolsonaro, seu primeiro ano de gestão. A legenda divulgou neste sábado (28) alguns números e conquistas do período.

O NOVO iniciou lembrando que Zema recebeu Minas Gerais na condição de um “estado arrasado”. Entre os problemas vivenciados pela população mineira, estavam o “desemprego elevado” e os “péssimos serviços públicos”, o atraso dos salários do funcionalismo e nos repasses para os municípios, R$ 35 bilhões em contas a pagar e um déficit previsto de R$ 15 bilhões para 2019, além de uma dívida de R$ 105 bilhões com a União.

Diante do quadro, o NOVO está comemorando a geração de mais de 130 mil empregos formais ao longo do ano, “com saldo positivo na criação de emprego em todos os meses”, sendo Minas “o segundo estado que mais gerou empregos em 2019”. O partido também ressaltou que quase 60% dos mineiros aprovam o governo do NOVO e que os salários do funcionalismo são pagos integralmente todos os meses.

Ao mesmo tempo, o NOVO destaca a quitação do 13º de 2018 e o pagamento do 13º de 2019 para 61% do funcionalismo, a negociação dos repasses para municípios e a implementação de medidas de desburocratização – bandeira fundamental do partido. O NOVO garante ainda que houve “avanços na educação, saúde e outros serviços públicos”, queda de 29% dos crimes violentos, abertura de mais de 50 mil empresas, o dobro da soma dos quatro anos anteriores em investimentos e a redução do déficit previsto. Confira a publicação completa:


PUBLICIDADE



+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.