fbpx
PUBLICIDADE


III Prêmio Boletim da Liberdade chega ao fim: conheça os vencedores

Iniciativa organizada pelo Boletim da Liberdade desde o ano de 2017 visa reconhecer e valorizar os principais nomes e projetos ligados à defesa e difusão da liberdade no Brasil; júri é sempre composto por assinantes

- Publicado no dia
Foto: Divulgação

Chegou ao fim nesta sexta-feira (20) o III Prêmio Boletim da Liberdade, a maior edição já realizada daquela que está se tornando uma das principais premiações do ecossistema pró-liberdade brasileiro. A iniciativa, que começou no dia 14 de novembro, contou com a participação ativa de milhares de leitores e teve, ainda, a estreia de uma modalidade inédita: melhor parlamentar de 2019.

O resultado do júri final dos assinantes, cuja votação terminou na última terça-feira (17), foi a seguinte:

– Personalidade do ano de 2019: Paulo Guedes

– Parlamentar do ano de 2019: Marcel van Hattem (deputado federal, NOVO/RS)

– Organização do ano de 2019: Partido Novo

Agora, o Boletim da Liberdade entrará em contato individualmente com os vencedores para acertar a entrega das placas comemorativas conforme as regras do edital. A entrega ocorrerá no início de 2020.

Ao fim, o Boletim da Liberdade parabeniza os vencedores, bem como todos os finalistas e semifinalistas da premiação, e agradece a participação e o acolhimento do prêmio por todos que participaram votando e divulgando a iniciativa que visa incentivar e valorizar quem se destacou na defesa da liberdade no Brasil.

Foto: Reprodução

Edições Anteriores

Esta é a segunda vez consecutiva que o NOVO se sagra como principal organização do ano, título obtido também em 2018. Em 2017, quem recebeu a comenda foi o Movimento Brasil Livre.

Já a modalidade personalidade do ano recaiu sobre Arthur do Val (“Mamãe Falei”) em 2017 e sobre João Amoêdo em 2018.

Finalistas

Foram finalistas do III Prêmio os seguintes nomes:

– Personalidade do ano de 2019: Paulo Guedes (vencedor), Paulo Ganime e Sérgio Moro

– Parlamentar do ano de 2019: Marcel van Hattem (vencedor), Luiz Philippe de Orleans e Bragança e Kim Kataguiri

– Organização do ano de 2019: Partido Novo (vencedor), MBL e Instituto MIses Brasil

Funcionamento

O III Prêmio Boletim da Liberdade funcionou em 3 etapas: a primeira etapa foi composta por um formulário aberto em que os leitores puderam livremente sugerir nomes para cada uma das modalidades, apresentando na sequência uma justificativa para as escolhas.

A segunda etapa consistiu em uma votação onde os oito nomes mais sugeridos na primeira fase em cada modalidade apareciam constados. Encerrada a votação, os três candidatos mais votados foram encaminhados para uma votação final, que contou com a participação exclusiva do júri composto pelos assinantes do Boletim da Liberdade.

Clique aqui e confira a página específica do III Prêmio Boletim da Liberdade.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.