fbpx
PUBLICIDADE

China espera neutralidade de governo Bolsonaro em guerra comercial, diz jornal

Presidente brasileiro fará visita oficial ao país asiático no final de outubro e diplomatas chineses esperam obter clareza da posição de Bolsonaro sobre a guerra comercial entre EUA e China
Bolsonaro durante entrevista à Leda Nagle (Foto: Reprodução/Youtube)
Bolsonaro durante entrevista à Leda Nagle (Foto: Reprodução/Youtube)

A proximidade do governo brasileiro, sob comando do presidente Jair Bolsonaro, ao governo norte-americano de Donald Trump é uma das questões que geram dúvidas entre diplomatas chineses, segundo reportagem divulgada neste sábado (5) pelo jornal Folha de S. Paulo. [1]

Na viagem que o presidente brasileiro fará à China no final de outubro, espera-se sinalizações mais claras sobre as intenções de Bolsonaro em meio à guerra comercial travada entre o país asiático e os Estados Unidos.

Atualmente, a China é a principal parceira comercial do Brasil, sendo responsável por quase 27% das exportações totais da economia brasileira e com a balança comercial favorável ao país sul-americano.





A expectativa dos diplomatas chineses é, em primeiro lugar, obter a certeza da neutralidade de Bolsonaro na disputa econômica entre Estados Unidos e China. Em segundo, a clareza de que o capital chinês é e continuará sendo bem-vindo no país.

Influenciado por Olavo de Carvalho, que não esconde as desconfianças do regime comunista chinês, resta a dúvida se, nesse caso, prevalecerá o presidente pragmático, não-intervencionista, ou o presidente ideológico.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama