fbpx
PUBLICIDADE

João Amoêdo critica decisão do STF que deve afetar julgamentos da Lava Jato: ‘perde o brasileiro’

Ex-candidato à presidência da República salientou nas redes sociais que esse tipo de decisão pode afetar a segurança jurídica do país, "tornando tudo imprevisível"
(Foto: Reprodução / IstoÉ Dinheiro)
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE


João Amoêdo (Foto: Gabriel Reis / IstoÉ)

Presidente do Partido Novo e ex-candidato à presidência da República, João Amoêdo manifestou-se nas redes sociais na noite desta quinta-feira (26) sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal que poderá anular decisões judiciais embasadas em delações premiadas. Segundo Amoêdo, a medida seria um exemplo de “insegurança jurídica”.

“A decisão do STF sobre a Lava Jato deixa claro, mais uma vez, como a insegurança jurídica é um entrave para o Brasil se tornar um país admirável. As regras são alteradas após decisões serem tomadas, tornando tudo imprevisível. Ganha a impunidade. Perde o brasileiro”, escreveu.

A decisão do Supremo

Nesta quinta-feira (26), a maioria do Supremo Tribunal Federal concordou com a tese de que os réus delatores devem ser ouvidos antes dos réus delatados. A medida fará com que julgamentos que foram conduzidos fora desse rito sejam revistos.

Apesar da maioria já consolidada, a corte dará continuidade na próxima quarta-feira (2) à decisão, onde mais detalhes serão deliberados – incluindo o alcance na revisão dos julgamentos.

Foram votos favoráveis à tese os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandoski, Gilmar Mendes, Celso de Melo e Toffoli, e discordantes os ministros Luiz Fux, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Siga o Boletim

Leia também