fbpx
PUBLICIDADE


Trump aperta o cerco contra regime de Maduro com congelamento de bens

Alegando contínua usurpação de poder na Venezuela, abuso dos direitos humanos e interferência na liberdade de expressão, Trump anuncia medida que pode ser o último passo antes do embargo total

- Publicado no dia
(Foto: AP Photo/Mary Altaffer)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está apertando o cerco contra o regime ditatorial de Nicolás Maduro. Na noite desta segunda-feira (6), o republicano ordenou o congelamento de todos os bens da Venezuela nos Estados Unidos. [1]

Com a medida, propriedades, interesses e recursos venezuelanos no país passam a ficar bloqueados, não podendo ser transferidos, pagos ou retirados de qualquer maneira. Há mais de 30 anos, uma medida desse gênero não era aplicada contra outro país.


PUBLICIDADE



De acordo com o divulgado pelo jornal Wall Street Journal, analistas apontam que o próximo passo do governo norte-americano pode ser um embargo total à Venezuela.

Na ordem executiva, destaca o jornal The New York Times, Trump cita a “contínua usurpação de poder” do país sul-americano e “abusos dos direitos humanos, incluindo prisão e detenção arbitrária ou ilegal de cidadãos venezuelanos, interferência na liberdade de expressão, inclusive para jornalistas, e tentativas de minar o presidente Juan Guaidó e o exercício da autoridade legítima da Assembleia Nacional da Venezuela”. [2]

+ Venezuela: se precisar, Brasil é quem deveria intervir, opina deputado do PSL

+ Refugiados denunciam presença de inteligência venezuelana no Brasil

+ Foro de São Paulo volta a declarar apoio à ditadura venezuelana de Nicolás Maduro

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.