fbpx
PUBLICIDADE

Venezuela: se precisar, Brasil é quem deveria intervir, opina deputado do PSL

Deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança confessou nas redes sociais que não vai gostar de ver os Estados Unidos liderando uma intervenção para tirar Maduro do poder
Luiz Philippe de Orleans (Foto: Divulgação)

Luiz Philippe de Orleans (Foto: Divulgação)

O deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL/SP) afirmou na última terça-feira (30) que, “caso a situação na Venezuela exija intervenção externa”, preferirá ver o Brasil intervindo do que os Estados Unidos. [1]

“Se a situação na Venezuela exigir intervenção externa, não vou gostar de ver os Estados Unidos liderando. Essa responsabilidade deve ser nossa”, escreveu nas redes sociais.

Ao todo, até a publicação desta matéria, o comentário já havia acumulado 21 mil curtidas no Twitter e mais de 3 mil compartilhamentos.





Quem endossou também a opinião do tetraneto de Dom Pedro 2º foi o youtuber católico e conservador Bernardo Küster. “Apoiado”, escreveu. [2]

Eleito pela primeira vez deputado federal em 2018, Luiz Philippe chegou a pertencer aos quadros do Partido Novo antes de migrar para o PSL, onde também chegou a ser cogitado como candidato a vice de Jair Bolsonaro.

Na Câmara, viu criada a Comissão Mista pela Reforma Política que terá, entre outras pautas, a ampliação de participação popular no processo político, como em referendos e plebiscitos, o que pode propiciar maior facilidade na restauração monárquica.









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama