fbpx
PUBLICIDADE


Em nova estratégia, NOVO retira destaque da reforma sobre estados e municípios

Deputado federal Marcel van Hattem falou ao Boletim da Liberdade no plenário que a mudança se deve à nova estratégia que engloba reinclusão da medida apenas no Senado e, posteriormente, fatiamento da PEC

- Publicado no dia
Deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS) discursa na tribuna da Câmara dos Deputados (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A bancada do Partido Novo na Câmara dos Deputados decidiu nesta quarta-feira (10) retirar o destaque que propunha a reinclusão de estados e municípios na reforma da Previdência. Segundo o líder da bancada, o deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS), a medida ocorreu para não inviabilizar a provável aprovação no plenário da Câmara ainda nesta semana.

“Nós lutamos até o último minuto. Infelizmente, não havia condição para tal aqui no plenário, pois o número de votos mínimos necessários [para aprovação da PEC] é de 308. Mas conseguimos construir um acordo junto com o Senado Federal e com os líderes partidários para que se reinclua estados e municípios lá. Depois, que a PEC seja fatiada em duas, para que a parte dela sobre estados e municípios volte para a Câmara dos Deputados e para que, no semestre que vem, a gente possa votar essa reinclusão”, comentou.


PUBLICIDADE



O parlamentar afirmou ainda ao Boletim da Liberdade que a estratégia se dá para que seja viabilizada “uma forma para que a proposta ande e seja em breve aprovada”.

Nesta quarta (10), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, comentava nos corredores do Plenário que a reforma deve ser aprovada por um placar que gira em torno de 348 a 355 votos favoráveis.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.