PUBLICIDADE


US$ 13 bilhões já foram arrecadados em privatizações, anuncia Salim Mattar

Dono da Localiza e atual secretário de desestatização do ministro da Economia, Paulo Guedes, Salim Mattar se mostrou otimista com o futuro e especialmente com a aprovação da reforma da Previdência

- Publicado no dia
Salim Mattar discursa em evento no Rio Grande do Sul (Foto: Reprodução/Facebook)

Secretário de Desestatizações do ministro Paulo Guedes, da Economia, o empresário Salim Mattar anunciou na noite desta segunda-feira (8) em um evento no Rio Grande do Sul que já foi arrecadado US$ 13 bilhões em privatizações nos primeiros 100 dias de governo, que se completa nessa semana. O anúncio oficial será feito na próxima quarta-feira (10).

Na palestra, o dono da Localiza revelou porque decidiu ir para o governo e contou ainda sobre as resistências que está tendo com privatizações, metas e o que enxerga para o futuro do país.


PUBLICIDADE


“Está sendo muito difícil privatizar empresas. Ninguém quer privatizar. Todo mundo quer aquele poder, isso está difícil. Mas eu acredito que as coisas vão acontecer gradualmente”, afirmou. Em entrevista à revista Veja publicada no final de março, contudo, adiantou que um dos ministros que são contrários a privatizações é o da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Ainda segundo Mattar, sua equipe tem trabalhado com a meta de arrecadar R$ 1 trilhão em privatizações ao longo do governo, mas considera como cenário fundamental a aprovação da reforma da Previdência.

“Chegando próximo à época da [votação] da nova Previdência, liguem para seus deputados e seus senadores, façam pressão. Precisamos de todos os votos possíveis. Nossa vinda para o governo terá sido inócua se vocês não nos apoiarem. Nós temos capacidade de trazer US$ 500 bilhões após a reforma”, previu.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.