fbpx
PUBLICIDADE

Resposta de Paulo Guedes a parlamentares petistas faz sucesso na Internet

O Ministro da Economia foi alvo de manifestações ofensivas dos parlamentares petistas e não os deixou sem resposta; seu comentário sobre os governos do partido se disseminou nas redes sociais
Paulo Guedes na sessão da CCJ (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Paulo Guedes na sessão da CCJ (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro da Economia Paulo Guedes esteve nesta quarta-feira (3) na Comissão de Constituição e Justiça para abordar a Reforma da Previdência. Frequentemente interrompido pelos deputados, ele reagiu com palavras duras que se disseminaram pelas redes sociais.

A longa audiência, com cerca de seis horas de duração, serviu para Guedes reforçar as teses que justificam seu projeto ministerial de reforma, alegando que o estado brasileiro gasta dez vezes mais com o setor previdenciário que com a educação. No entanto, os deputados petistas o alvejaram com ataques e fizeram barulho intenso para tentar calá-lo, sendo duramente respondidos.

“Vocês estão há quatro mandatos no poder. Por que não botaram imposto sobre dividendos? Por que deram benefícios para bilionários? Por que deram dinheiro para a JBS? Nós estamos há três meses, vocês estiveram 18 anos no poder e não tiveram coragem de mudar”, disparou um Guedes irritado para políticos como Maria do Rosário (PT-RS) e o ex-petista Alessandro Molon (PSB-RJ), aparentemente errando o total de anos em que o partido governou.





A reunião contou ainda com ironias de Guedes, como a declaração de que a “Venezuela deve estar melhor”, e terminou quando o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) disse simplesmente que Guedes é “tigrão” com uns e “tchutchuca” com outros, privilegiando banqueiros e rentistas. Confira o trecho da resposta que o ministro deu aos petistas:





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama