fbpx
PUBLICIDADE

Ex-presidente Michel Temer é preso e cúpula do governo Temer é alvo da PF

De acordo com relatos preliminares, base da prisão foi delação premiada de dono da empreiteira Engevix, que teria relatado repasse de mais de R$ 1 milhão a pessoa próxima do ex-presidente
(Foto: Beto Barata/PR)
(Foto: Beto Barata/PR)

Aos 78 anos, o ex-presidente Michel Temer foi preso nesta quinta-feira (21) pela Polícia Federal após pouco menos de três meses de passar o posto para Jair Bolsonaro. [1]

De acordo com informações veiculadas pela imprensa, na base do pedido de prisão está a delação premiada feita pelo dono da empreiteira Engevix, que teria repassado mais de R$ 1 milhão para pessoas próximas ao ex-presidente.

Segundo o blog O Antagonista, estão sendo realizadas buscas a outros nomes da cúpula do governo passado: entre eles, Moreira Franco (que também é sogro do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia) e Eliseu Padilha, ex-Ministro da Casa Civil. No final da manhã desta quinta-feira (21), Franco já havia sido preso. [2][3][4]





Temer assumiu a presidência da República em 2016 após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ao longo de seu governo, conseguiu impedir, por meio de votação no Congresso Nacional, o prosseguimento de duas denúncias da PGR ao Supremo Tribunal Federal – que, agora, após deixar o posto, ficam destravadas para prosseguir.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama