fbpx
PUBLICIDADE


Nomeação de Ilona Szabó pelo Ministério da Justiça provoca reações negativas

A cientista política que defende agendas totalmente contrárias às do governo Bolsonaro entrou como suplente em órgão de caráter consultivo

- Publicado no dia
Ilona Szabó (Foto: Reprodução / Facebook)

A cientista política Ilona Szabó foi nomeada pelo ministro da Justiça Sérgio Moro nesta quarta-feira (27) como suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. A nomeação provocou muitas críticas entre liberais, conservadores e a base de apoio do governo Bolsonaro. [1]

Ilona Szabó é especialista em segurança pública e co-fundadora do Instituto Igarapé, um think tank voltado a discutir agendas de justiça e segurança pública. No entanto, suas posições são abertamente contrárias à agenda do governo. Suas declarações favoráveis à liberação do aborto e das drogas, ao desarmamento e ao “desencarceramento”, bem como suas relações com o polêmico bilionário húngaro George Soros, são fatores que despertam o inconformismo com sua ascensão ao posto.

Szabó é crítica do Escola Sem Partido e do decreto sobre porte de armas do governo Bolsonaro. A nomeação suscitou a hashtag “IlonaNão” no Twitter. O mandato dela é de dois anos e o órgão tem caráter exclusivamente consultivo. Confira algumas manifestações de influenciadores:


PUBLICIDADE



Renan Santos (Movimento Brasil Livre)

Marcelo Rocha Monteiro (procurador de Justiça do Rio, ligado ao MBL)

Benedito Gomes Barbosa (presidente da ONG Viva Brasil e ativista contra o desarmamento)

Rodrigo Constantino (economista e presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Liberal)

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.