fbpx
PUBLICIDADE

Kim Kataguiri inicia mandato pedindo o fim do programa ‘A Voz do Brasil’

Maioria dos primeiros projetos do parlamentar do Movimento Brasil Livre prevê a extinção de dispositivos, benefícios ou obrigatoriedades
Kim Kataguiri (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Kim Kataguiri (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O coordenador do Movimento Brasil Livre e deputado federal eleito pelo DEM, Kim Kataguiri, já fez suas primeiras propostas como parlamentar. Ele divulgou uma lista nesta segunda-feira (4) e, seguindo o receituário liberal, suas primeiras iniciativas visam extinguir apetrechos em vez de criar novos.

PUBLICIDADE

Uma das propostas de Kataguiri é a extinção do programa radiofônico “A Voz do Brasil”. Criado em 1935 pelo então Governo Provisório de Getúlio Vargas – que dois anos depois oficializaria a ditadura do Estado Novo -, o programa é de veiculação obrigatória em todas as emissoras de rádio e aborda temas do noticiário oficial e político do país.

PUBLICIDADE

O deputado também quer o fim dos fundos partidário e eleitoral, bem como a extinção da propaganda eleitoral e partidária gratuita. Ele ainda propôs um projeto de lei criando um seguro anticorrupção em obras públicas federais, estaduais e municipais.

Kataguiri terminou sua lista propondo um projeto de decreto legislativo proibindo aumento de salário aos membros do Congresso Nacional e aos ministros de Estado, presidente e vice-presidente da República até 2027. A ideia é adequar essa questão às determinações da PEC do Teto do governo de Michel Temer; o projeto ainda suprimiria a ajuda de custo aos parlamentares para mudanças ao início e ao final dos mandatos.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama