PUBLICIDADE


Kim Kataguiri vai ao STF por voto aberto para presidência da Câmara

O jovem do Movimento Brasil Livre quer concorrer à presidência da Câmara; seu pleito de um voto aberto se baseia em decisão anterior do próprio STF

- Publicado no dia
Kim Kataguiri (Foto: Reprodução / Uol)

O jovem deputado Kim Kataguiri, ícone do Movimento Brasil Livre, já anunciou seu desejo de concorrer à presidência da Câmara dos Deputados. No entanto, nesta terça-feira (8), ele foi além: disse que irá ao Supremo Tribunal Federal (STF) para lutar pela garantia do voto aberto para o cargo. [1]

A ideia é que um mandado de segurança seja acolhido pela Corte, baseando-se em uma decisão similar do próprio Supremo que determinou em dezembro passado que o voto para a presidência do Senado fosse aberto. Kataguiri não apenas deseja o voto aberto, como também pleiteou a realização de um debate público entre todos os candidatos.

A eleição será no dia 1º de fevereiro. A defesa de Kim alega que “a realização da citada eleição de forma secreta pode afastar a Casa Legislativa da determinação constitucional de publicidade de seus atos”. [1]


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.