fbpx
PUBLICIDADE

‘Wall Street Journal’ defende eleição de Jair Bolsonaro e democracia brasileira

O editorial destoou de muitos outros grandes veículos, desafiando a manchete do "The Guardian" que disse que Bolsonaro é ameaça ao planeta
(Foto: Reprodução / BBC)
(Foto: Reprodução / BBC)

O Wall Street Journal desafiou o The Guardian e boa parte da imprensa internacional em seu editorial desta segunda-feira (29) sobre a eleição brasileira. O texto defendeu a democracia do país e a eleição de Jair Bolsonaro. [1]

O texto iniciou alvejando a manchete do The Guardian que dizia que “Bolsonaro ameaça o mundo, não apenas a democracia brasileira”, apontada como “uma das mais suaves advertências na imprensa internacional”, destacando que, apesar de tudo isso, o candidato venceu com 55% dos votos. Sendo assim, para o jornal, o mundo deveria “mostrar um respeito decente pela democracia brasileira e tentar entender o que aconteceu”.

O Wall Street traça um histórico da corrupção e das falhas na condução econômica do Partido dos Trabalhadores do ex-presidentes Lula e Dilma, cuja orientação política identifica como “populismo de esquerda”. O editorial lembra que Bolsonaro não se envolveu em escândalos de corrupção e por isso ganhou credibilidade perante a população, bem como enaltece o seu futuro ministro Paulo Guedes e sua disposição de privatizar estatais e conferir independência ao Banco Central.





“Os brasileiros não votaram pelo fascismo ou um golpe militar. Eles votaram por esperança e mudança, e eles vão mandar embora o sr. Bolsonaro se ele falhar em honrar suas promessas”, conclui o artigo.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama