fbpx
PUBLICIDADE

MBL mostra força e elege Kim e ‘Mamãe Falei’ entre os mais votados de São Paulo

Principais lideranças do Movimento Brasil Livre foram eleitas em SP com mais de 450 mil votos; Kim reforçou em vídeo compromissos assumidos de campanha e Arthur a preocupação com o 2º turno
Kim Katgaguiri e Arthur do Val (Foto: Reprodução/Facebook)
Kim Katgaguiri e Arthur do Val (Foto: Reprodução/Facebook)
PUBLICIDADE

O Movimento Brasil Livre deu uma importante demonstração de força nas eleições de 2018. Apuradas as urnas, o principal movimento de rua a pedir o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) conseguiu eleger lideranças nacionais entre os mais votados de São Paulo, onde fica a sede da organização.

PUBLICIDADE

Kim Kataguiri (DEM) obteve a marca de 465.310 votos, sendo o quarto mais votado de seu estado. Em vídeo de agradecimento publicado nas redes sociais após a apuração, Kim afirmou que não esperava toda essa votação e reforçou em suas redes que dará exemplo cortando privilégios de seu próprio mandato.

“Eu quero agradecer muito a confiança de vocês. Eu sinceramente não esperava tanto voto. Esperava bem menos. Quero reafirmar todos os meus compromissos enquanto deputado federal. Estou fazendo esse vídeo para reafirmar que continuo sustentando essas pautas para, principalmente, acabar com os privilégios da elite do funcionalismo público”, disse aos seguidores.

PUBLICIDADE

Leia também:  MBL surpreende com decisão sobre Janaina Paschoal no PSL

No vídeo, Kim – que tem 22 anos de idade – também frisou a responsabilidade de assumir a cadeira de deputado:

“Eu tenho a noção de ter mais do que 400 mil votos e representar tantas pessoas em um momento tão difícil. Não vejo o cargo como privilégio, vejo o cargo com responsabilidade”, explicou, dizendo em seguida que fará um mandato para o bem do estado e de todo o país.

O youtuber Arthur do Val, dono do canal ‘Mamãe Falei’, obteve também uma votação expressiva, ligeiramente maior à de Kim. Com 478.280 votos, Arthur ficou em segundo lugar na disputa por uma cadeira da Assembleia Legislativa de São Paulo – atrás apenas de Janaina Paschoal (PSL), que teve recorde absoluto de votos, com mais de 2 milhões.

Leia também:  Em grito de ordem, MBL pede prisão de ministro de Bolsonaro

“O meu projeto não é a minha eleição. O meu projeto é mudar o Brasil de verdade. Até o segundo turno, seja pelo governo de São Paulo ou pelo Brasil, não vamos parar de trabalhar”, disse o deputado estadual eleito em vídeo no Instagram.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama