SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Boca de Urna e apuração parcial indicam crescimento de liberais e conservadores

Resultados parciais indicam surpresas no Rio de Janeiro e Minas Gerais na disputa pelo governo do Estado; em SP, Kim Kataguiri deve ser um dos mais votados para a Câmara e ‘Mamãe Falei’ para a ALESP

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

Pesquisas Boca de Urna do Datafolha e do Ibope e a apuração parcial até o início da noite deste domingo (7) indicam um franco crescimento de liberais e conservadores na reta final da eleição.

O principal destaque vai para Romeu Zema, candidato do Partido Novo em Minas Gerais, e que durante toda a campanha não esteve entre as duas primeiras posições.

De acordo com a Boca de Urna do Ibope e a apuração parcial divulgada pelo TSE até o momento desta matéria, Zema não apenas irá para a segunda fase das eleições, como deve liderar o primeiro turno, à frente de Antonio Anastasia, do PSDB, então líder. Zema será o primeiro candidato do Partido Novo a um cargo executivo que irá para o segundo turno das eleições.


PUBLICIDADE



No Rio de Janeiro, outra situação surpreendente: o ex-juiz federal Wilson Witzel, do PSC, surpreendeu na reta final e passou a liderar a apuração parcial, à frente do candidato do DEM, Eduardo Paes. Assim como Zema, Witzel não apareceu até esse fim de semana entre os cotados a estar no segundo turno das eleições.

Witzel fez uma campanha de endosso ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro e conta com a colaboração de nomes ligados ao movimento liberal, como o analista político Alexandre Borges e o diretor jurídico do Instituto Liberal, Bernardo Santoro.

A apuração da eleição presidencial, por sua vez, segue em ritmo avançado. Até as 18h24, cerca de 25% já havia sido apurado – mas o resultado parcial só deve ser divulgado com o término da votação em todo o país, por volta das 19h.

Disputas pela Legislativo

Em São Paulo, candidatos liberais e conservadores estão entre os mais votados para o Legisaltivo. Na disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro (PSL), Joice Hasselmann (PSL) e Kim Kataguiri (DEM) já estavam entre os quatro mais votados com menos de 25% das urnas apuradas.  O líder do MBL já havia obtido mais de 100 mil votos.

Para a disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo, Janaina Paschoal (PSL) e Arthur ‘Mamãe Falei’ (DEM) estavam entre os dois mais votados até a publicação desta matéria.

+ CURSO SEGREDOS DO BITCOIN 2.0: Treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também