fbpx
PUBLICIDADE

João Amoêdo reclama que trabalhadores não podem vender 100% das férias

Candidato à presidência pelo Partido Novo esteve no Pará no início da semana e comentou sobre as mudanças que considera necessárias nas relações trabalhistas, entre elas mais liberdade ao empregado
João Amoêdo (Foto: Divulgação)
João Amoêdo (Foto: Divulgação)

O candidato à presidência da República pelo Partido Novo, João Amoêdo, criticou em visita ao Pará, na última segunda-feira (10) o direito de os trabalhadores não poderem vender 100% de suas férias se assim desejarem. [1]

De acordo com o que foi divulgado no portal de notícias G1, o candidato também voltou a reforçar que considera que o trabalhador deve ter o direito de aplicar seu Fundo de Garantia onde desejar.

“A gente gostaria de dar mais autonomia. Outra coisa, o trabalhador tem vários direitos, como décimo terceiro (salário) e as férias, mas ele não tem direito de vender as férias integralmente”, criticou.









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama