fbpx
PUBLICIDADE

MBL vai à Justiça para que candidatura de Dilma ao Senado seja impugnada

Entidade toma iniciativa um dia após ter sido a primeira organização a registrar o pedido de impugnação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; coordenador do MBL considera que Dilma deveria estar inelegível
(Foto: Reuters / Pilar Olivares)
(Foto: Reuters / Pilar Olivares)
PUBLICIDADE

O Movimento Brasil Livre protocolou no TRE de Minas Gerais uma ação para impedir a candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) ao Senado Federal por aquele estado. [1]

PUBLICIDADE

O autor da ação, Leonardo Vitor, que também é candidato a deputado estadual, argumenta à Justiça que a petista deveria estar inelegível por ter sofrido um impeachment.

A investida contra Dilma Rousseff vem na sequência do pedido do MBL para impugnar a candidatura de Lula. O movimento de Kim Kataguiri, candidato federal pelo DEM, foi o primeiro a fazer essa solicitação poucas horas depois de o PT registrar a candidatura do ex-presidente, condenado e preso por corrupção. [2]

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:
Leia também:  PCdoB adere a protestos do dia 12, que já têm apoio do PDT

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama