fbpx
PUBLICIDADE


URSAL está na Constituição e foi incluída por Temer, defende Daciolo

Presidenciável que se tornou “atração” no primeiro debate, na Bandeirantes, já defendeu que o projeto da união está inscrito na Carta Magna do país

- Publicado no dia
Cabo Daciolo (Foto: Reprodução / InfoMoney)

Uma das “atrações” do primeiro debate dos candidatos à presidência foi o candidato Cabo Daciolo, do Patriota. O deputado denunciou o que chama de “Nova Ordem Mundial”, bem como o plano de criação da URSAL, uma união política completa de países socialistas na América Latina. O Boletim encontrou declarações do Cabo há um mês em sua página no Facebook que vão mais longe e dizem que a URSAL está inscrita na Constituição brasileira de 1988.

Em vídeo com cerca de 14 minutos, Daciolo afirmou que todos os líderes e autoridades são colocados no poder por Deus. Seu objetivo principal, porém, é enfrentar, como um dos embaixadores de Jesus na Terra, o plano de estabelecer um governo único.  Ao ler um trecho da Constituição, que sustenta uma maior integração entre os países latino-americanos, Daciolo disse que entrou com uma Proposta de Emenda Constitucional para suprimí-lo.

O trecho, que ele atribui ao atual presidente Michel Temer, é parágrafo único do artigo 4, que diz que “A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações”. Confira o vídeo na íntegra:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.