SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Governo estabelece fiscalização nacional dos descontos no diesel

Operação complexa, reunindo diferentes instituições e fundações, está instaurada para verificar o cumprimento da decisão do governo nos postos do país

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Imirante)

Nesta sexta-feira (1), o Ministério da Justiça publicou uma portaria criando a Rede Nacional de Fiscalização, visando fiscalizar os descontos no preço do diesel em postos de combustível. A ideia é garantir o repasse à população do desconto de R$ 0,46 no preço do litro, sancionado no acordo que pôs fim à paralisação dos caminhoneiros. [1]

A promessa é que os donos dos postos que não diminuírem o valor serão obrigados a pagar multas de até R$ 9,4 milhões, bem como estarão ameaçados de interdição e cassação da licença. O governo inclusive se comprometeu a abrir um canal via WhatsApp para receber denúncias dos consumidores. A Rede criada será uma operação congregando a Agência Nacional de Petróleo, a Advocacia-Geral da União, os ministérios públicos dos estados, os Procons estaduais e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Segundo o Procon-SP, desde o dia 24 de maio, três dias após a greve iniciar, a Fundação recebeu 4.521 manifestações acerca dos combustíveis, sendo 1.429 com informações suficientes para a notificação e passíveis de resultar em multa aos postos denunciados. Também são reportados muitos postos no Rio de Janeiro sem a redução ou com redução abaixo do valor estipulado, e um levantamento do G1 indica que, dos 83 postos investigados, 75 não haviam aplicado a decisão até esta segunda-feira.  [2] [3] [4]


PUBLICIDADE



Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

 

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo