SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Exxon afirma não temer ameaça de Ciro Gomes de expropriar campos de petróleo

Embora sem referência direta ao possível candidato do PDT à presidência da República, a empresa de exploração disse acreditar no cumprimento dos contratos

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Exame)

Uma declaração em tom de ameaça de Ciro Gomes, que pode ser candidato à presidência pelo PDT, motivou uma reação da empresa de exploração de petróleo Exxon. O comentário da empresa, que não se refere diretamente ao possível presidenciável, foi divulgado no último dia 9 pelo site InfoMoney. [1]

Tudo aconteceu porque a Exxon e outras parceiras investiram mais de US$ 1 bilhão em licenças de campos de petróleo no Brasil no ano passado. Diante disso, Ciro Gomes afirmou que os campos leiloados a algumas das maiores empresas de exploração do mundo deveriam ser expropriados. Ele disse à Bloomberg que, se eleito, adotaria essa política.


PUBLICIDADE



Carla Lacerda, presidente da Exxon no Brasil, disse em Nova York, durante um painel abordando o cenário de investimentos no país, que não teme essa perspectiva. “Não vemos potencial de que aconteça algo”, ela disse. Ainda segundo ela, o país “tem um histórico de estabilidade no setor de petróleo e gás, de estabilidade de contrato. Esta estabilidade de contrato é algo que gera confiança no investidor em relação ao futuro”.

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo