fbpx
PUBLICIDADE

PSOL atua no STF contra intervenção e é criticado pelo MBL

O Partido Socialismo e Liberdade é acusado pelo Movimento Brasil Livre de cometer profundas contradições ao criticar a intervenção de Temer
(Foto: Reprodução / PSOL)

Marcelo Freixo (Foto: Reprodução / PSOL)

O Partido Socialismo e Liberdade não está satisfeito com a decisão do governo Temer de realizar a intervenção federal na segurança pública do Rio. A legenda, nesta segunda-feira (19), protocolou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para cancelar a votação do decreto de Temer na Câmara. A atitude tomada pelo PSOL foi respondida com críticas duras pelo Movimento Brasil Livre.

Em uma das artes divulgadas pelo MBL contra a atitude dos psolistas, é feita uma ironia com a ojeriza que o partido demonstra pela ideia de militares agindo no comando da segurança do Rio, lembrando o apoio de lideranças da legenda ao regime autoritário da Venezuela.





Em outra arte, o MBL atacou diretamente a figura de Marcelo Freixo (PSOL-RJ), uma das principais vozes da legenda a se manifestar publicamente contra o que considera uma medida equivocada do governo Temer.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama