fbpx
PUBLICIDADE


PSOL atua no STF contra intervenção e é criticado pelo MBL

O Partido Socialismo e Liberdade é acusado pelo Movimento Brasil Livre de cometer profundas contradições ao criticar a intervenção de Temer

- Publicado no dia
Marcelo Freixo (Foto: Reprodução / PSOL)

O Partido Socialismo e Liberdade não está satisfeito com a decisão do governo Temer de realizar a intervenção federal na segurança pública do Rio. A legenda, nesta segunda-feira (19), protocolou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para cancelar a votação do decreto de Temer na Câmara. A atitude tomada pelo PSOL foi respondida com críticas duras pelo Movimento Brasil Livre.

Em uma das artes divulgadas pelo MBL contra a atitude dos psolistas, é feita uma ironia com a ojeriza que o partido demonstra pela ideia de militares agindo no comando da segurança do Rio, lembrando o apoio de lideranças da legenda ao regime autoritário da Venezuela.


PUBLICIDADE



Em outra arte, o MBL atacou diretamente a figura de Marcelo Freixo (PSOL-RJ), uma das principais vozes da legenda a se manifestar publicamente contra o que considera uma medida equivocada do governo Temer.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.